14 anos ao serviço do Desporto em Portugal

publicidade

 

Carlos Leitão (Ténis)

 
Carlos Leitão
 
Portugal
 
 
Ténis
 
 
 
 
Quem é Carlos Leitão
(Campeão Nacional em Título)
 
Carlos Santos Leitão

Jogador do Clube de Ténis de Pombal

Natural de Pombal – Distrito de Leiria

Residente em Pombal

Tenho 39 anos, Empregado de Escritório

Paraplégico (lesão L 1 – L 2) desde 1995 em consequência de uma queda de um tecto falso.
 
 
 
- É portador de deficiência física desde sempre?
 
Não, tive a infelicidade de cair de um tecto falso, por ir buscar uma bola onde estava a treinar futsal. Foi em 1995 e tinha 24 anos.
 
- Se não, já praticava ténis, antes de passar a locomover-se numa cadeira de rodas?
 
Nunca tinha jogado ténis antes do acidente, mas era um dos desportos que eu admirava, não entendia muito bem era as regras.
 
- Como e quando foi a sua primeira experiência no ténis sentado?
 
Estava a tirar um curso de Formação Profissional de Auxiliar de Serviços Administrativos em 2000, um dos dias da semana íamos jogar basquetebol para um pavilhão que ficava ao lado do Clube de Ténis de Pombal.
 
Certo dia, o Sr. Luís Faria “Presidente do Clube”convidou-nos a experimentar a jogar ténis em cadeira de rodas.
 
Foi então desde aí que comecei a ficar apaixonado pelo ténis.
 
- O que mudou, desde essa altura, até à presente data?
 
Sentia-me incapacitado, é que eu gostava muito de fazer desporto, mas com algum tempo e dedicação senti-me  mais uma vez renovado para fazer aquilo que eu gosto, é jogar ténis.
 
Agradeço à minha família pelo apoio que me deram e principalmente ao meu treinador Luís Faria pelo aquilo que conquistei até hoje.
 
- No seu ponto de vista, qual a situação do ténis em cadeira de rodas, em Portugal?
 
O ténis em cadeira de rodas, à uns tempos atrás, estava mais oculto, é que não havia grande propaganda e os apoios são muito escassos.
 
Somos poucos tenistas em cadeira de rodas, mas penso que em breve vamos ter mais atletas.
 
Penso com a nossa entrada no Campeonato do Mundo e com a colaboração da Federação Portuguesa de Ténis, vai ter uma grande evolução.
 
- Para si, quais as vantagens, para um deficiente físico, que advêm da prática do ténis?
 
É muito bom um portador de deficiência fazer desporto. Acho que ajuda muito seja na parte física como na auto-estima.
 
- E quais as principais dificuldades com que se depara?
 
As maiores dificuldades é não haver grandes apoios, se houvesse tudo vinha por acréscimo.
 
- Quais os seus objectivos futuros, enquanto jogador de ténis?
 
O meu objectivo é jogar ténis com muita dedicação e chegar o mais longe possível.
 
- Como perspectiva a participação portuguesa no próximo Campeonato do Mundo que decorrerá em Inglaterra, no próximo Verão?
 
Acho que vamos ter uma boa participação no Campeonato do Mundo, sei que é a primeira vez que vamos participar, os adversários são muito fortes, mas vamos tentar fazer o nosso melhor e defender as nossas cores é chegar o mais longe possível.
 
- E quanto à sua prestação individual?
 
Vou fazer o meu melhor, é jogar ténis e deixar a pele em campo.
 
- Que conselhos deixa a um(a) deficiente físico(a) que pretenda praticar ténis?
 
Sei que não é fácil trazer deficientes para o desporto, mas deixo esta mensagem : não fiquem em casa, procurem os vossos clubes da vossa região e façam desporto é das melhores coisas do Mundo.
 
Estou à vossa espera para fazer uma partidinha de ténis.
 
 
 

Periodicidade Diária

terça-feira, 17 de setembro de 2019 – 12:16:55

Pesquisar

Vamos ajudar!

Como comprar fotos

publicidade

Atenção! Este portal usa cookies. Ao continuar a utilizar o portal concorda com o uso de cookies. Saber mais...