18 anos ao serviço do Desporto em Portugal

publicidade

 

Intervenção, resistência e memória democrática no arranque do mês da Revolução dos Cravos

Intervenção, resistência e memória democrática no arranque do mês da Revolução dos Cravos
 
O Cinema São Jorge é o primeiro palco do mês das Festas de Abril, acolhendo a partir de hoje o Festival Política. Durante três dias haverá espaço para diversas expressões artísticas, mas também para debates e conversas num encontro de artistas, jovens, criadores, ativistas e académicos dedicado este ano ao tema da Intervenção. 
 
A dança ocupa o Teatro do Bairro Alto, dias 3, 4 (às 18h30), 6 e 7 (às 17h30) com Utopia, uma performance da bailarina e coreógrafa Diana Niepce que explora e homenageia o corpo entre a transgressão e a opressão dos limites físicos.
 
25 de Abril, SEMPRE! é a nova exposição temporária que inaugura amanhã no Museu do Aljube. Assinalando os 50 anos do 25 de Abril, esta mostra propõe uma reflexão sobre as resistências e também sobre preservação, construção e partilha de memória democrática, a partir de materiais de arquivo diversos. 
 
As Festas de Abril incluem também propostas para os mais novos que passam, esta semana, pelo LU.CA com a apresentação de cinco histórias para puxar pela imaginação, numa sessão do Festival Play (dias 6 e 7, às 16h30), e a criação de uma emissão de rádio, sob o mote Sintonizar Abril com as antenas no ar, num desafio lançado todos os sábados do mês, às 10h30.
 
Até 26 de maio, há para ver no Mercado do Forno do Tijolo, em Arroios,  a exposição 10 dias que abalaram Portugal, do Arquivo EPHEMERA. Uma iniciativa integrada nas Comemorações Municipais e Nacionais dos 50 anos do 25 de Abril que testemunha o início da democracia após a Revolução.
 

Periodicidade Diária

domingo, 14 de abril de 2024 – 07:43:25

Pesquisar

Como comprar fotos

publicidade

Atenção! Este portal usa cookies. Ao continuar a utilizar o portal concorda com o uso de cookies. Saber mais...