14 anos ao serviço do Desporto em Portugal

publicidade

 

Fazunchar 2020: a arte faz a festa em Figueiró dos Vinhos

 

 

Depois de uma primeira edição de sucesso que gerou 47 novas obras de arte e centenas de visitantes, o FAZUNCHAR volta a Figueiró dos Vinhos de 15 a 23 de agosto de 2020 para a sua 2.ª edição. Uma festa construída por vários tipos de Arte, em diálogo constante entre elas, com esta comunidade e território.

Fazunchar significa "fazer" em Laínte, dialecto local da região, utilizado pelos vendedores ambulantes de tecidos, essencialmente para que não fossem entendidos pelos demais nas suas trocas comerciais.

O FAZUNCHAR será sempre um 'fazer' por Figueiró dos Vinhos e pelas suas gentes, um evento que surge como resposta a um pedido simples: “necessitamos dinamizar este município e ser falados por algo além dos incêndios, das tragédias ou das desconfianças”, mas que é também a reinterpretação desta palavra, para que a arte chegue aos públicos nas suas mais variadas formas e, ao contrário do que acontecia com os comerciantes locais, seja entendida, apreciada e vivida por todos.

Nas palavras do Presidente da Câmara Municipal de Figueiró dos Vinhos, Jorge Abreu:
"É com enorme entusiasmo e expectativa que acolhemos a 2ª Edição do Fazunchar “onde a arte faz a festa”, após o sucesso da primeira edição. 
Se, no passado, Malhoa e H. Pinto usavam as telas para retratar aspetos de Figueiró dos Vinhos, eternizando-os, hoje usamos pinturas murais e intervenções artísticas no espaço público, melhorando sua vivência, reforçando os laços afetivos dos figueiroenses com as suas tradições e o seu passado, e construindo um futuro alicerçado nos novos visitantes/turistas que chegam a este território para fazunchar e que contribuem para a sustentabilidade destas nossas terras, no que já é mais um ponto de interesse turístico e cultural de Figueiró dos Vinhos
".

 

Julio Anaya Cabanding ES, "José Malhoa - Clara (1903)"

 

 

Em 2020 tornou-se ainda mais urgente garantir a acessibilidade à arte, e é também por isso que a MISTAKER MAKER - Plataforma de Intervenção Artística - volta a assumir a organização e curadoria de uma nova edição que nas palavras de Lara Seixo Rodrigues, "reforçará a sua presença e ocupação do espaço público,  entendido este como o palco mais democrático para expor olhares únicos e renovados sobre os bens culturais, o património e tudo o que de único compõe este território".

Face a um novo contexto, o objetivo nunca foi o de baixar os braços, mas sim trazer de novo esta festa das artes a Figueiró dos Vinhos, de forma segura perante a nova realidade, respeitando todas as normas sanitárias de acordo com as indicações das entidades oficiais.

Esta edição do FAZUNCHAR integra várias expressões artísticas, em diálogo constante entre elas, com a comunidade e território, sendo que uma das grandes novidades é que nesta edição as intervenções são feitas em três novas freguesias, além da de Figueiró dos Vinhos, fazendo com que a arte chegue a novas localidades do mesmo município.

As intervenções e atividades contemplam PINTURA MURAL, RESIDÊNCIAS ARTÍSTICAS, INSTALAÇÃO, CONCERTOS, FILMES, ações comunitárias, VISITAS GUIADAS e WORKSHOPS. Tudo com acesso gratuito.

Entre os convidados desta 2.ª edição do FAZUNCHAR, surgem os nomes de alguns dos artistas mais promissores do panorama internacional, como a britânica HELEN BUR. Muitos outros artistas portugueses integram a programação 2020 como TAMARA ALVES, ADAMASTOR, MANTRASTE, entre muitos outros.

Na música e residências artísticas, um dos grandes destaques é a participação de SURMA nesta edição do FAZUNCHAR, artista de Leiria e um dos maiores nomes da música emergente em Portugal. Na sua residência artística, Surma será acompanhada por Tamara Alves e, em conjunto, irão trabalhar inspiradas pelo conceito e dinâmica Fazunchar.

Para além da execução dos MURAIS que poderão (e deverão) ser acompanhados diariamente pelo público, esta 2.ª edição do FAZUNCHAR apresenta uma programação diversificada, que pretende complementar e potenciar o elo de ligação entre o público, as obras e os artistas participantes.


A programação completa estará disponível em breve.

 

Surma. Fotografia de Hugo Domingues.

 

 

Sobre o FAZUNCHAR:

O FAZUNCHAR, que se apresentou pela primeira vez o ano pasado, trouxe durante 9 dias uma grande celebração das artes a Figueiró dos Vinhos. Mais de 800 pessoas participaram directamente nas actividades, mas o universo de visitantes é difícil de calcular uma vez que todos os eventos são gratuitos e de acesso livre e os resultados se mantêm em espaço públiico para além deste momento. Aos 16 artistas convidados juntaram-se à festa das artes pessoas de Figueiró dos Vinhos, Lisboa, Leiria, Porto, Tomar, Coimbra, Setúbal e de tantos outros pontos do país.

Das 47 obras realizadas na edição de 2019, as peças dividem-se em 8 murais, 9 pinturas de montras e 30 cartazes (distribuídos por 18 localizações diferentes) com ilustrações que recuperam o imaginário do pintor José Malhoa. 

O FAZUNCHAR tem como um dos seus objetivos fundadores renovar a projeção de Figueiró dos Vinhos à escala nacional, enquanto produtor e palco de atividade artística e cultural, (agora) na contemporaneidade.

O próprio nome do evento, FAZUNCHAR, é uma palavra recolhida de um ‘bem local’_ o laínte (dialeto exclusivo dos comerciantes de têxteis) que significa Fazer. Na prática, é o que se ambiciona para este evento, um ‘fazer’ por este território e pelas suas gentes, porque aqui, tal como em qualquer outro local mais interior e esquecido de Portugal, é urgente transmitir e preservar o corpus cultural de uma entidade coletiva. 

 

 

Periodicidade Diária

terça-feira, 4 de agosto de 2020 – 16:51:32

Pesquisar

Como comprar fotos

publicidade

Atenção! Este portal usa cookies. Ao continuar a utilizar o portal concorda com o uso de cookies. Saber mais...