15 anos ao serviço do Desporto em Portugal

publicidade

 

Judith Owen lança o single solidário “Hold My Hand” com a participação do percussionista português Pedro Segundo

 

 

Lucros revertem para a New Orleans Musicians Clinic

 

A cantora, compositora e pianista Judith Owen acaba de lançar o single "Hold My Hand", uma recriação do êxito de 2015 da cantora britânica Jess Glynne. Produzido por Judith Owen, John Fischbach (produtor de Stevie Wonder, Cassandra Wilson e vencedor de Grammy), e Christian Lohr (produtor de Sting, Joss Stone), conta com a participação de Leland Sklar no baixo, do português Pedro Segundo na percussão e Lohr no órgão Hammond.

 

O single faz parte do próximo álbum de Judith Owen, “Both Things Are True” – depois do lançamento do álbum aclamado pela crítica “redisCOVERed” em 2018.

 

Todas as receitas do single revertem para a New Orleans Musicians Clinic, cuja missão é manter a música de Nova Orleães viva apoiando os membros das culturas musicais tradicionais da cidade onde Judith Owen reside. A New Orleans Musicians Clinic fornece apoio económico, cuidados de saúde abrangentes e preventivos, educação de bem-estar, serviços de saúde mental e serviços sociais.

 

Judith Owen esteve em Portugal em 2019 para dois concertos esgotados em Lisboa e Cascais, em que conquistou o público português com as suas atuações carismáticas, sempre na companhia do prestigiado percussionista português conhecido a nível mundial, Pedro Segundo.

 

"Adoro a Jess Glynne e esta é uma música que me fez dançar em êxtase pela sala em várias ocasiões", diz Owen. “Mas, quando se tratou de fazer uma versão, tornei-o um hino epifânico de amor e gratidão que sinto por finalmente poder dizer 'não quero caminhar sozinha'. Então, as palavras são o que realmente guiou a minha versão. Atualmente acho que estamos numa situação incomum em que não podemos disfarçar os nossos sentimentos e fingir que somos omnipotentes e que estamos bem, quando não estamos. Somos vulneráveis ​​e todos precisamos de alguém que nos dê forças, que nos apoie. Passei grande parte da minha vida a disfarçar a minha vulnerabilidade, na minha carreira, nas amizades e até no casamento, apenas para encontrar conforto e libertação em ser humana e precisar de outros ".

 

Judith Owen, além de ser uma compositora e artista internacionalmente aclamada, cujo estilo musical abrange o rock, pop, música clássica, jazz, blues e teatro musical, é também atriz, comediante e mestre em contar histórias. E como alguém que sabe muito sobre combater a ansiedade e aprender a difundi-la com as ferramentas criativas que aperfeiçoou ao longo dos anos, Owen agora está a aplicar essas habilidades para distrair, acalmar, divertir e conectar todos nós através da sua mistura de música e humor.

 

Durante este período de isolamento social, Judith Owen tem entretido os fãs duas vezes por semana, através dos diretos “FFS – For Fuck Safe!” no seu Instagram repletos de humor e música.

 

Recentemente, Owen fez uma digressão pela Europa e Reino Unido durante o qual se juntou a Richard Thompson como convidada de destaque (em conjunto com a elite da realeza britânica do rock e folk) na comemoração dos 70 anos de Thompson no Royal Albert Hall, em Londres. Judith Owen juntou-se também a outra lenda, o baixista Derek Smalls (da banda Spinal Tap) para uma série de concertos nos EUA, seguido por uma série de atuações intimistas na Austrália com o percussionista português Pedro Segundo.

 

O seu último álbum “redisCOVERed” (2018) - um álbum de versões cuidadosamente selecionadas - foi recebido com elogios globais. Neste álbum Judith homenageia uma das suas maiores influências, Joni Mitchell, através das versões de 'Cherokee Louise' e 'Ladies Man', além de 'Black Hole Sun' dos Soundgarden e 'Hotline Bling' de Drake, entre outros.

 

★★★★★ The Times (Reino Unido) “A cantora-pianista baralhou a jukebox num conjunto de versões ousadas nas quais revelou profundidades inesperadas ... uma noite deslumbrante”

 

"Atrevida e inteligente ... Judith Owen é Randy Newman no feminino." - Jamie Cullum

 

“Judith é uma masterclass sobre como um espetáculo deve ser realizado” - Jackson Browne

 

“Judith Owen é um dos grandes talentos da sua geração, abençoada com uma voz expressiva e distinta, um excelente talento para escrever e um estilo magistral de acompanhamento.” - Richard Thompson

 

 

Periodicidade Diária

terça-feira, 29 de setembro de 2020 – 00:56:08

Pesquisar

Como comprar fotos

Reportagens fotográficas em preparação

- 12 Horas do Estoril - Pitlane-Treinos Livres
 
publicidade

Atenção! Este portal usa cookies. Ao continuar a utilizar o portal concorda com o uso de cookies. Saber mais...