14 anos ao serviço do Desporto em Portugal

publicidade

 

Blaya inaugura a 21 de Outubro o ciclo de concertos “Arena Live 2019” no Casino Lisboa

 

Com um cartaz de luxo, o Casino Lisboa estreia, no próximo dia 21 de Outubro, o ciclo de concertos “Arena Live 2019”. Após o expressivo êxito registado em anos anteriores, o Casino Lisboa oferece aos seus visitantes um novo programa que inclui 11 concertos. O encontro está reservado para o Arena Lounge, às segundas-feiras, pelas 22 horas, excepto na noite do Dia de Natal (quarta-feira) e na noite de Réveillon (terça-feira). A entrada é livre.

 

 

Em estreia absoluta, a solo, no Casino Lisboa, Blaya inaugura, no próximo dia 21 de Outubro, o ciclo de “Concertos Arena Live 2019”. Com actuações verdadeiramente contagiantes, Blaya conquista habitualmente o público com a interpretação de êxitos como, por exemplo, “Má Vida”, “Vem na Vibe”, “Primeira Batida” ou “Faz Gostoso”, cujo vídeo conta já com 29 milhões de visualizações no YouTube.

 

Depois de um notável trajecto como vocalista dos Buraka Som Sistema, Blaya soma e segue na carreira solo. Em 2018, concentrou-se no seu percurso a solo e o resultado foi um estrondo. Uma espécie de “funk Europa”, é assim que a própria descreve a sonoridade irresistível que conquistou o país no último ano.

 

 

 

Para a noite de 28 de Outubro está agendado um novo concerto que será protagonizado pelos Amor Electro.Reconhecida como uma das mais destacadas vozes da actual música portuguesa, Mariza Liz sobe ao palco central do Arena Lounge para recuperar os principais êxitos da banda, assegurando uma actuação muito interactiva com o público.

 

Com três álbuns editados, “Cai o Carmo e a Trindade”, em 2011, e “(R)Evolução”, 2013, e "#4", em 2018, os Amor Electrocontam com numerosos sucessos como, por exemplo, “A Máquina”, “Rosa Sangue”, “Mar Salgado”, “Juntos Somos Mais Fortes”, “Procura Por Mim”, “A Miúda do Café” ou “Vai Dar Confusão”.

 

 

Em concerto inédito no Casino Lisboa, Manel Cruz apresenta, a 4 de Novembro, “Vida Nova”, um álbum que marca o recomeço da uma nova fase na vida do músico e compositor. Após um hiato de sete anos, o novo disco do ex-vocalista dos Ornatos Violeta, Pluto, Foge Foge Bandido e Supernada é editado pela Turbina.

 

"Ainda Não Acabei", "Beija-Flor", "Cães e Ossos" e o mais recente "O Navio Dela" são os singles de “Vida Nova”. Com letra, música e imagem de Manel Cruz, este disco - de edição limitada - é composto por 12 músicas e acompanhado por um livro cujo conteúdo é complemento da obra artística. 

 

 

Valas e convidados é a proposta do Casino Lisboa para a noite de 11 de Novembro. O rapper, de Évora, promete um concerto muito especial e inédito, onde contará com convidados de excelência. A fadista Raquel Tavares, que com Valas protagonizou um dos maiores êxitos do último ano, a canção “Estradas no Céu”, que conta com quase 5 Milhões de visualizações no YouTube e que venceu o Prémio Play para Melhor Canção do Ano. E com Lhast, seu colaborador de longa data, um dos mais relevantes produtores da música nacional da atualidade, também ele rapper em franca ascensão.

 

Valas apresenta ao vivo as canções do seu último disco “Check-in”, de onde foram retirados êxitos como “As Coisas” ou “Preciso”, ambos galardoados com singles de Ouro e outras canções que integram o seu percurso musical, tanto a solo, como com o coletivo Matilha 401 ou com os Nébula, projecto que dividia com Lhast. Em palco, Valas estará acompanhado por DJ Sims e por António Pinto Sousa nas guitarras e baixo.

 

 

Em mais uma noite de “Concerto Arena Live”, Miguel Angelo e convidados apresentam-se, a 18 de Novembro, no Casino Lisboa. Fundador dos Delfins, em 1984, Miguel Angelo é um dos artistas mais multifacetados e empreendedores do panorama nacional. Caracterizam-no a estética otimista, uma proximidade popular e um discurso de inovação que sempre foram recebidos com grande empatia pelo público.

 

Miguel Angelo regressou a solo, em 2012, com o álbum “PRIMEIRO” depois de uma carreira de 25 anos com os Delfins, entre outros projetos como a Resistência (no activo) e o Movimento. Editou em 2015 o álbum “SEGUNDO”, que inclui uma nova versão de "O Vento Mudou" (com que os Delfins se haviam estreado) em dueto com o seu lendário intérprete original, Eduardo Nascimento (representante de Portugal no Festival da Eurovisão em 1967). Regressou, este ano, às gravações, estando previsto para o próximo mês de Novembro o lançamento do seu novo disco, intitulado “NOVA (pop)”.

 

 

Aguardada com expectativa,Cuca Roseta será a protagonista na noite de25 de Novembro. A artista sobe ao palco para interpretar as melhores composições de “Luz”. Um disco arrebatador que mostra em pleno todo o talento e voz da fadista. O título não engana e a capa também não. A “Luz” de que Cuca fala, pode ser lida facilmente como uma alusão à candeia que ilumina o seu caminho, a uma luz interior que lhe traz o conforto e a segurança suficientes para fazer deste álbum um novo momento de revelação, aquele que mais longe vai na definição daquele que é o seu fado.


Na esclarecedora e belíssima imagem escolhida para a capa vê-se tudo isso: a força afirmativa que Luz traz, a segurança e a paz que existe nas suas escolhas, e uma elegância no canto que nunca antes se fez sentir de uma forma tão declarada.
Mais uma vez Cuca Roseta vai mais longe, sempre um passo à frente. Esse tem sido o caminho de revelação da fadista – que o tem percorrido descobrindo-se e revelando-se plenamente, como intérprete, autora, compositora, letrista, mulher inteira no fado.

 

 

Noutro concerto a não perder, Stereossauro – Bairro da Ponte e convidados apresentam-se, a 2 de Dezembro, no Arena Lounge.Stereossauro, que juntamente com o Dj Ride forma a dupla Beatbombers, editou o seu mais recente álbum intitulado “Bairro da Ponte”, no passado mês de Fevereiro, juntando a tradição e a modernidade, num cruzamento entre o fado, guitarra portuguesa e a electrónica com vários convidados da Pop ao Hip Hop, do Fado ao Rock.

 

Em “Bairro da Ponte” celebra-se o acervo exclusivo da voz de Amália Rodrigues e da guitarra de Carlos Paredes, redescoberto por Stereossauro e partilhado com duas mãos cheias de artistas convidados. O “Bairro da Ponte” não é apenas um álbum. É a nova voz de uma velha cidade que pede para ser ouvida.

 

 

O “Arena Live 2019” prossegue, a 9 de Dezembro, com Dino d’Santiago.As distinções para "Melhor Álbum", "Melhor Artista Solo" e "Prémio da Crítica" dos Play - Prémios da Música Portuguesa constituem os indicadores actuais que Dino D`Santiago é um nome incontornável da música portuguesa.

 

Trabalhando a tradição cabo-verdiana com o peso contemporâneo da electrónica com cunho de Lisboa, Dino D` Santiago tem recebido as mais elogiosas criticas ao seu álbum de "Mundu Nôbu" (SONY). Nascido em Portugal, criado em Quarteira, Dino D'Santiago acaba de nos dar hinos como "Nós Funaná", "Como Seria" e "Nova Lisboa" (produção de Branko e PEDRO). Foi precisamente com Branko que estreou a música na apresentação da Eurovisão, em Maio de 2018.

 

Conhecidos pela energia das suas actuações, The Black Mamba apresentam-se, a 16 de Dezembro, e convidam Aurea para um concerto único no Arena Lounge do Casino Lisboa.

 

A banda de Pedro Tatanka e Miguel Casais tocará músicas dos três álbuns de originais, incluindo o mais recente “The Mamba King”, num concerto com ritmos que passam pelos blues, funk, soul, r&b, e até pelo pop mais negro e em que não irão faltar os êxitos que têm marcado a sua carreira, como “I’ll Meet You There”, “It Ain’t You”, “Wonder Why” ou os mais recentes “Stronger” e “Believe”.

 

 

Inspirado na quadra natalícia, o Casino Lisboa recebe, a 25 de Dezembro, o Gospel Collective.Em mais uma etapa do ciclo de “Concertos Arena Live”, o Gospel Collective actua, precisamente, no Dia de Natal no Arena Lounge do Casino Lisboa, que oferece, assim, um verdadeiro presente aos seus visitantes.

 

O Gospel Collective, dirigido pela cantora e maestrina Anastácia Carvalho, é um grupo sediado em Lisboa e formado por cerca de 60 vozes onde se incluem uma série de cantores profissionais de diferentes áreas musicais bem como de diferentes nacionalidades dentro da lusofonia.

 

 

O ciclo de “Concertos Arena Live 2019” encerra, da melhor forma, com Matias Damásio a 31 de Dezembro. Em plena noite deRéveillon. Trata-se de um nome incontornável da música de expressão portuguesa. O intérprete angolano estreia-se no Casino Lisboa para apresentar o álbum “Por Amor” não esquecendo outros êxitos da sua carreira.

 

“Por Amor” é o quarto disco da carreira de Matias Damásio. O mediático cantor e compositor retrata, ao longo de 12 temas, histórias de amor, força, esperança, optimismo e orgulho no seu país, na sua história. Este disco celebra, igualmente, 10 anos de uma carreira única daquele que é um dos artistas mais reconhecidos e premiados de Angola.

 

Ciclo de concertos “Arena Live 2019”

- 21 de Outubro: Blaya

- 28 de Outubro: Amor Electro

- 04 de Novembro: Manel Cruz

- 11 de Novembro: Valas e convidados

- 18 de Novembro: Miguel Angelo e convidados

- 25 de Novembro: Cuca Roseta

- 02 de Dezembro: Stereossauro – Bairro da Ponte e convidados

- 09 de Dezembro: Dino d’Santiago

- 16 de Dezembro: The Black Mamba convidam Aurea

- 25 de Dezembro: Gospel Collective (Dia de Natal)

- 31 de Dezembro: Matias Damásio (Réveillon)

 

O Arena Lounge do Casino Lisboa acolhe, a partir do dia 21 de Outubro, o ciclo de “Concertos Arena Live 2019”. O programa decorre às Segundas-Feiras, pelas 22 horas, excepto na noite do Dia de Natal (quarta-feira) e na noite de Réveillon (terça-feira).A entrada é livre.

 

O acesso ao Casino Lisboa é livre, sendo que a partir das 22 horas, é para maiores de 14 anos, e maiores de 10 anos acompanhados pelos pais. Nas áreas de Jogo é para maiores de 18 anos.

 

 

 

Periodicidade Diária

quinta-feira, 17 de outubro de 2019 – 12:38:44

Pesquisar

Vamos ajudar!

Como comprar fotos

publicidade

Atenção! Este portal usa cookies. Ao continuar a utilizar o portal concorda com o uso de cookies. Saber mais...