13 anos ao serviço do Desporto em Portugal

publicidade

 

O Gajo: novo single e vídeo "Zé do Telhado" em antecipação a "Rossio"

 

 

O Gajo regressa à sua Lisboa, cidade que o inspirou no seu disco de estreia "Longe do Chão" e que continua a inspirar o seu novo trabalho. "Zé do Telhado" é a antecipação de "Rossio", o 1.º EP de um conjunto de 4 ("As 4 Estações d'O Gajo") que serão editados pela Rastilho Records ao longo de 2019, cada um representando uma estação do ano e uma estação de comboio de Lisboa.

“As 4 Estações d’O GAJO”, título que se inspira no nome de uma das obras de maior referência da música clássica (“Le Quattro stagioni” - Antonio Vivaldi - 1723), consiste num trabalho dividido em quatro EPs, cada um com cinco músicas.

Rossio, Santa Apolónia, Alcântara-Terra e Cais do Sodré dão assim o mote para a viagem de onde se parte de Lisboa para o mundo. Não com um destino real, certo e determinado, mas evocativo das muitas viagens e memórias que habitam o imaginário de quem ouve.

"Rossio", o primeiros dos 4 EPs d'O Gajo a sair em 2019, é editado em fevereiro e representa tanto o Inverno, estação meteorológica em que é editado, como a estação ferroviária do Rossio, a qual dá nome ao EP.

O single e vídeo "Zé do Telhado", segundo João Morais, O Gajo, é "uma viagem alucinante pela cidade de Lisboa ao som de uma Viola Campaniça que corre ao ritmo incansável das cidades. Cidades que respiram sempre

ofegantes e nos surpreendem a cada virar de esquina. Esta é a pulsação do video “Zé do Telhado” e a sua tradução estridente e às vezes perturbadora nas imagens de Luís Dias (Cineasta Independente).”

Antes do lançamento de "Rossio", O Gajo integra a comitiva portuguesa no Festival Eurosonic Noorderslag na Holanda, onde tem dois concertos agendados para a cidade de Groningen, um no dia de abertura do Festival a 16 de janeiro, e outro a 17 de janeiro.

 

Mais sobre o "As 4 estações d'O Gajo":

 

Caixa arquivadora "As 4 Estações d'O Gajo", gratuita na compra do "Rossio"
 

Este trabalho quadripartido convida o ouvinte a experimentar os múltiplos espaços e colorações emocionais que nascem da plasticidade da Viola Campaniça e do universo criativo d'O Gajo, em todos os seus percursos, narrativas e paisagens sonoras. Quatro partes de um diálogo com uma linha de continuidade criativa, e um corpo de trabalho com diferentes amplitudes semânticas, em que o todo é diferente de cada uma das partes e cada parte é um todo autónomo com o seu próprio significado.

Música instrumental de apetência singular para melodias que evocam uma Portugalidade que remonta a um tempo ainda antes de Portugal ser Portugal, onde habitam referências arábicas e mediterrânicas, vindouras de um

passado que todos temos no nosso imaginário pelas referências que até hoje dão vida a muita da nossa cultura moderna e contemporânea, sendo a própria Viola Campaniça, pela sua estrutura, desenho e sonoridade, um flagrante exemplo disso.

Esta colecção apresenta vinte músicas inéditas que serão editadas em quatro momentos do ano de 2019, fazendo corresponder cada um desses momentos a cada uma das 4 estações do ano - Inverno, Primavera, Verão e Outono.

Uma nova linguagem para um instrumento antigo, que na sua melhor tradição renasce pelas mãos d'O Gajo como um escultor de pássaros livres.

 

 

Periodicidade Diária

domingo, 16 de junho de 2019 – 08:50:42

Pesquisar

Vamos ajudar a Oksana

Maryna Sribnyak
IBAN: PT50 0035 0614 0000 9327 930 65
SWIFT: CGDIPTPL
clicar na imagem para saber mais

publicidade

Atenção! Este portal usa cookies. Ao continuar a utilizar o portal concorda com o uso de cookies. Saber mais...