13 anos ao serviço do Desporto em Portugal

publicidade

 

O Gajo: novo single e vídeo "Zé do Telhado" em antecipação a "Rossio"

 

 

O Gajo regressa à sua Lisboa, cidade que o inspirou no seu disco de estreia "Longe do Chão" e que continua a inspirar o seu novo trabalho. "Zé do Telhado" é a antecipação de "Rossio", o 1.º EP de um conjunto de 4 ("As 4 Estações d'O Gajo") que serão editados pela Rastilho Records ao longo de 2019, cada um representando uma estação do ano e uma estação de comboio de Lisboa.

“As 4 Estações d’O GAJO”, título que se inspira no nome de uma das obras de maior referência da música clássica (“Le Quattro stagioni” - Antonio Vivaldi - 1723), consiste num trabalho dividido em quatro EPs, cada um com cinco músicas.

Rossio, Santa Apolónia, Alcântara-Terra e Cais do Sodré dão assim o mote para a viagem de onde se parte de Lisboa para o mundo. Não com um destino real, certo e determinado, mas evocativo das muitas viagens e memórias que habitam o imaginário de quem ouve.

"Rossio", o primeiros dos 4 EPs d'O Gajo a sair em 2019, é editado em fevereiro e representa tanto o Inverno, estação meteorológica em que é editado, como a estação ferroviária do Rossio, a qual dá nome ao EP.

O single e vídeo "Zé do Telhado", segundo João Morais, O Gajo, é "uma viagem alucinante pela cidade de Lisboa ao som de uma Viola Campaniça que corre ao ritmo incansável das cidades. Cidades que respiram sempre

ofegantes e nos surpreendem a cada virar de esquina. Esta é a pulsação do video “Zé do Telhado” e a sua tradução estridente e às vezes perturbadora nas imagens de Luís Dias (Cineasta Independente).”

Antes do lançamento de "Rossio", O Gajo integra a comitiva portuguesa no Festival Eurosonic Noorderslag na Holanda, onde tem dois concertos agendados para a cidade de Groningen, um no dia de abertura do Festival a 16 de janeiro, e outro a 17 de janeiro.

 

Mais sobre o "As 4 estações d'O Gajo":

 

Caixa arquivadora "As 4 Estações d'O Gajo", gratuita na compra do "Rossio"
 

Este trabalho quadripartido convida o ouvinte a experimentar os múltiplos espaços e colorações emocionais que nascem da plasticidade da Viola Campaniça e do universo criativo d'O Gajo, em todos os seus percursos, narrativas e paisagens sonoras. Quatro partes de um diálogo com uma linha de continuidade criativa, e um corpo de trabalho com diferentes amplitudes semânticas, em que o todo é diferente de cada uma das partes e cada parte é um todo autónomo com o seu próprio significado.

Música instrumental de apetência singular para melodias que evocam uma Portugalidade que remonta a um tempo ainda antes de Portugal ser Portugal, onde habitam referências arábicas e mediterrânicas, vindouras de um

passado que todos temos no nosso imaginário pelas referências que até hoje dão vida a muita da nossa cultura moderna e contemporânea, sendo a própria Viola Campaniça, pela sua estrutura, desenho e sonoridade, um flagrante exemplo disso.

Esta colecção apresenta vinte músicas inéditas que serão editadas em quatro momentos do ano de 2019, fazendo corresponder cada um desses momentos a cada uma das 4 estações do ano - Inverno, Primavera, Verão e Outono.

Uma nova linguagem para um instrumento antigo, que na sua melhor tradição renasce pelas mãos d'O Gajo como um escultor de pássaros livres.

 

 

Periodicidade Diária

segunda-feira, 18 de março de 2019 – 17:39:26

Pesquisar

Reportagens fotográficas em preparação

- Casino do Estoril - Padel Golden Cup

- Meia-maratona de Lisboa

publicidade

Atenção! Este portal usa cookies. Ao continuar a utilizar o portal concorda com o uso de cookies. Saber mais...