16 anos ao serviço do Desporto em Portugal

publicidade

 

Cole Porter and Friends - Coro Gulbenkian no Casino do Estoril

 

O Coro Gulbenkian actuou na tarde de 27 de Junho no Salão Preto e Prata do Casino do Estoril num concerto “Cole Porter and Friends”.

 

A direcção esteve a cargo do Maestro Jorge Matta, ao piano Óscar Graça e no acordeão João Barradas. O coro contou com 18 vozes masculinas e femininas alguns destes elementos para além do coro também desempenharam a arte de solistas.

Cole Porter and Friends…

 

Este compositor, elaborou centenas de canções com o destino de serem utilizadas em musicais, comédias e filmes… tendo sempre um grande sucesso. Várias vozes as cantaram e músicos as interpretaram ao longo dos tempos fosse a solo, orquestras entre outras formações. Ele tinha um estilo muito especial, usando muita naturalidade nas melodias, harmonia que ficava no ouvido e a facilidade como eram cantadas por todos.

 

Cole Porter contou com o apoio e amizade de diversos nomes do meio tais como como Irving Berlin, Jerome Kern, George Gershwin, Richard Rodgers, os irmãos Richard e Robert Sherman, e Marvin Hamlish. Os temas remontam entre os anos 20 e 70 do século passado.

 

Neste concerto revisitaram-se as canções:

 

Someone to watch over me, 1926 (George Gershwin)

S’ Wonderfull, 1927 (George Gershwin)

Musical “Showboat”, 1927 (Jerome Kern)                                          

Embraceable you, 1928 (George Gershwin)

Musical “Paris”, 1928 (Cole Porter)

Night and Day, 1932 (Cole Porter)

Summertime - Ópera “Porgy and Bess”, 1935 (George Gershwin)

Blue Moon, 1934 (Richard Rodgers)

Begin the Beguine, 1935 (Cole Porter)

In the still of the night, 1937 (Cole Porter)

They can’t take that away from me, 1937 (George Gershwin)

Love is here to stay, 1938 (George Gershwin)

Ev’ry time we say goodbyeMusical “Seven Lively Arts”, 1944 (Cole Porter)

OklaomaMusical “Oklaoma”, 1955 (Richard Rodgers)

Supercalifragilisticexpialidocius, “Mary Poppins”, 1964(Richard e Robert Sherman)

OneMusical “Chorus Line”, 1975 (Marvin Hamlish)

What I did for loveMusical “Chorus Line”, 1975 (Marvin Hamlish)

 

O público pode apreciar a harmonia entre as vozes e os instrumentos, ainda contou com algumas palavras do Maestro Jorge Matta, que ajudou a perceber alguns temas, e mesmo desafiou para a participação do público já na fase final do espectáculo, principalmente na canção Supercalifragilisticexpialidocius, de“Mary Poppins”.

 

No final receberam do público uma grande ovação, de agradecimento à qualidade do concerto.

 

Este espectáculo no âmbito do programa Gulbenkian Itinerante resultou com uma parceria entre a Fundação D. Luís I, o Casino do Estoril e a Câmara Municipal de Cascais.

 

Texto e Fotos: Pedro MF Mestre

 

clique na imagem para visualizar a fotorreportagem

 

 

Periodicidade Diária

sábado, 28 de maio de 2022 – 16:38:03

Pesquisar

Como comprar fotos

publicidade

Atenção! Este portal usa cookies. Ao continuar a utilizar o portal concorda com o uso de cookies. Saber mais...